Iconografia da Paisagem Brasileira Lançamento

Autor(es) Orlando Graeff. ISBN 978-65-87079-00-4
R$ 179.00

Acima de 10 livros, desconto de 10%.

Comprar
10 ou mais
  • Sobre o Livro
  • Informações adicionais
  • Sumário
  • Autores

Segundo livro do pesquisador naturalista Orlando Graeff, esta é uma luxuosa edição bilíngue (português-inglês) com imagens das paisagens dos diversos biomas brasileiros: da Mata Atlântica à Floresta Amazônica, passando pelo Cerrado, Caatinga, Pampa, entre outros. Apresenta desenhos a grafite e nanquim com imagens-síntese das diversas paisagens brasileiras e seus quadros típicos de fauna e flora, compondo um belíssimo exemplar de uma arte praticamente em extinção: a dos desenhos naturalistas das paisagens no âmbito das pesquisas científicas.

É sabido esse tipo de convergência entre arte e ciência possui uma longa tradição e fez parte do trabalho de uma infinidade de cientistas e ilustradores durante séculos, entre os quais podemos citar Carl Friedrich Philipp von Martius, Johann Moritz Rugendas. Na contemporaneidade, no entanto, a consolidação da fotografia digital e da computação gráfica (que ajuda a criar modelos teóricos de vegetações e ecossistemas associados), esse tipo de atividade artística, manual, perdeu seus adeptos, chegando quase ao nível da extinção.

Manter viva a arte dos desenhos naturalistas de paisagens foi o desafio que Orlando Graeff buscou encarar ao longo da sua carreira como artista-pesquisador, uma obra rara, agora disponível em forma de livro, publicado pela NAU Editora, em edição bilíngue (port-ing) nas versões impressa (capa dura + sobrecapa) e e-book. Que o deleite da viagem contemplativa, realizada através dos desenhos, possa também inspirar os leitores no sentido de conhecer melhor nossas paisagens botânicas, atualmente em imenso risco de desaparecimento.

“Esta obra de Orlando Graeff representa uma profunda e atualizada conexão entre a arte e a ciência, e uma importante contribuição para integrar as percepções e os vínculos entre o homem e a natureza. Com maravilhosas e detalhadas iconografias de diferentes regiões biogeográficas do Brasil e suas paisagens características, os cenários retratados nesta obra nos levam à sensação de “sentir” a natureza e seus elementos, e a uma compreensão da beleza e harmonia das regiões naturais retratadas.” Trecho extraído do Prefácio, escrito por Gustavo Martinelli – Pesquisador titular do Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro e coordenador do Centro Nacional de Conservação da Flora (CNCFlora).

“Na mais pura tradição das Tabulæ Phisyognomicæ da Flora Brasiliensis de Von Martius, ou dos preciosos registros de Percy Lau e de Margaret Mee, Orlando Graeff pertence a uma espécie sob ameaça de extinção e reúne em seus trabalhos as qualidades necessárias aos objetivos da ilustração científica, que são, em última análise, a conexão entre a busca da expressividade e a necessidade do rigor, entre a composição em sua acepção mais artística e a precisão do registro, entre a aventura da criação livre de regras e fórmulas e a indubitabilidade da verdade científica.” Trecho extraído da Apresentação, escrita por José Tabacow – Consultor ad hoc do Portal Vitruvius e da Universidade Mackenzie, Diretor de José Tabacow Arquitetura da Paisagem e Consultoria e Consultor do IPHAN.

Orlando Graeff também é autor de Fitogeografia do Brasil: uma atualização de bases e conceitos (NAU Editora, 2015).

Edição
Páginas 204
Ano de publicação 2020
Acabamento Capa dura
Peso 1.057kg Dimensões 23 × 27 × 2.5 cm

Apresentação –  José Tabacow
Prefácio – Gustavo Martinelli
Introdução

Floresta Atlântica

Floresta Pluvial Atlântica em Mangaratiba
Floresta Pluvial Atlântica na Estrada do Sertão, em Itaguaí
Floresta de Baixada Litorânea, entre Mangaratiba e Paraty
Floresta Inundável do Litoral, em Guaraqueçaba
Floresta Inundável do Litoral e o Homem
Manguezal na Baía de Paranaguá
Vegetação de Restinga na Ponta do Garcês
Floresta Nebular em Macaé de Cima
Floresta Pluvial Atlântica de Altitude na Serra da Maria Comprida
Afloramento Rochoso na Serra da Maria Comprida
Campo de Altitude na Serra dos Órgãos
Floresta de Tabuleiros no Espírito Santo
Floresta Estacional Semidecidual Próximo a Rondonópolis

Araucarilândia – Perímetro Das Araucárias
Floresta Subtropical – Floresta Mista de Araucárias
Mosaico Campos-Florestas de Pinheiros
Campos de Cima da Serra

Cerrado

Cerrado Stricto Sensu no Parque Nacional das Emas
Campo Limpo no Parque Nacional das Emas
Campo de Cerrado e Chapada em Tesouro, no Mato Grosso
Arenitos Ruiniformes da Cidade de Pedra, em Rondonópolis
Floresta-Galeria do Rio das Mortes
Jequitibá-Vermelho na Floresta-Galeria do Rio das Mortes
Vereda de Buritis em Itacarambi

Campos Rupestres
Subida ao Campo Rupestre Próximo a Guiné
Campo Rupestre no Vale do Paty
Velósias Gigantes na Serra do Cipó

Pantanal Pantanal

Lagoas e Caronais da Nhecolândia
Cordilheira no Pantanal do Rio Negro
Paratudal na Região de Aquidauana
Manduvi numa Cordilheira do Pantanal
Pantanal Avistado da Serra de Maracaju
Travessia do Rio Cuiabá, em Poconé
Chaco Úmido em Porto Murtinho
Bromélia Tillandsia duratii em Porto Murtinho

Floresta Amazônica

Floresta de Terra Firme no Rio Cristalino
Subida do Rio Cristalino, no Mato Grosso
Salto Augusto, no Rio Juruena
Floresta de Igapó, no Arquipélago de Anavilhanas
Campinarana do Rio Branquinho
Sumaúma na Floresta de Várzea
Várzea do Rio Amazonas

Caatinga

Mata de Cipós em Boa Nova
Embarés em Meio à Paisagem Cárstica de Itacarambi
Caatinga do Sertão de Pernambuco
Serra da Capivara, no Piauí
Os Carrascos da Serra Branca
Rio Jaburu, na Serra de Ibiapaba
Jardim Suspenso no Rio Jaburu
Bromélia Tillandsia streptocarpa na Serra de Ibiapaba
Bromélia Encholirium erectiflorum em Crateús
Mata de Babaçu, em Viçosa do Ceará

Pampa

Campanha Gaúcha
Banhado do Taim
Palmares de Butiás, ao Sul da Pampa
Campo de Blocos na Serra de Sudeste
Floresta Estacional do Rio Uruguai
Parque de Espinilho na Barra do Quaraí

Referências

Produtos relacionados